Novos criadores 10 anos

O concurso "Minas Lança Novos Criadores" completou uma década nesta edição de 2010. Durante esse período, foram revelados importantes estilistas que hoje se destacam no cenário fashion. Na ocasião, que foi celebrada no Iate Tênis Clube, localizado em um dos principais cartões postais de Belo Horizonte, a Pampulha, foi prestada uma homenagem aos profissionais consagrados nas edições anteriores. Como vocês já sabem, fui vencedor do concurso no ano de 2008, onde apresentei minha coleção "Costura Plastificada", com 3 looks desenvolvidos a partir de sacolas plásticas e sacos de lixo.
O Iate recebeu uma decoração especial para o evento, com direito a lounge com exposição de peças vencedoras de todas edições anteriores. Além disso, foi disponibilizada uma revista eletrônica, com fotos dos vencedores e seus looks e matérias sobre a trajetória de casa um.

confira a matéria e as fotos

Raphael Ribeiro: urbano e despretensioso


Das ruas para a passarela e vice-versa! Assim pode ser definido o trabalho do estilista Raphael Ribeiro, 25 anos, uma das mais jovens promessas da moda mineira. O calouro tem mais tempo de mercado do que de graduação, digamos assim, pois ele acaba de se formar em Design de Moda pelo UniBH. Entretanto, em 2008, arriscou um palpite e se inscreveu no projeto Novos Criadores. Não deu em outra: sua coleção conquistou o crivo dos jurados, que o elegeu o por unanimidade primeiro colocado nesse ano.

“Quando entrei na faculdade, em 2006, na verdade, eu queria ser designer de produtos. Depois, pensei em trabalhar como fotógrafo de moda. O Novos Criadores me despertou o interesse pelo estilismo”, opina Raphael, que tem um visual street com alargadores, tattoos e um look bem moderno.

Para a coleção apresentada no Novos Criadores, o estilista escolheu como tema a Sustentabilidade, que tem sido a bola da vez na indústria da moda. Ele quis fugir do lugar comum quando o assunto é “ecologicamente correto” e escolheu trabalhar com sacos de lixo e sacolas plásticas. Essa matéria-prima passou por um processo de emulagem, tomando outras características.


foto Daniela Nogueira
“Eu decidi aquecer o plástico como uma experimentação até ficar com uma nova textura e um brilho diferente”, explica. Detalhe: Raphael não usou agulha ou linha na confecção dos três looks que foram para a passarela. “Foi apenas a combinação da emulagem com aplicação de cola quente. Minha intenção foi dar uma cara de escultura para a roupa”, afirma o designer que define esse processo como costura plastificada.

Mesmo tendo desfilado looks femininos no Novos Criadores, atualmente, Raphael Ribeiro atua com foco no masculino. “Minha roupa tem uma pegada mais urbana”, diz. Além de ter sido ganhador do NC, já participou do Projeto Box, quando esse fez parte do Minas Trend Preview, e, hoje, integra a equipe do Supernova, uma iniciativa também direcionada aos novos talentos.

2 comentários:

Mycaella Jennifer disse...

ola raphael meu nome é gislaine, eu e meu marido gilberto fizemos curso de costura indústrial com vc no senai.Vimos vc na tv e estamos torcendo mto por vc,DEUS te abençoe nesse momento tão importante da sua vida.
Bjos!!!

Mycaella Jennifer disse...

ops... o nome não é mycaella essa é minha filha, o nome é gislaine msm!!!